Vinícius Margiota festeja estreia perfeita

Motor

Vinícius Margiota festeja estreia perfeita

Divulgação/FGCom

O dia 18 de dezembro de 2016 ficará marcado para sempre na memória de Vinícius Margiota. Foi quando ele conquistou, logo em sua temporada de estreia, o título da Sprint Race, categoria criada com o objetivo de projetar os pilotos no cenário regional e nacional, servindo como preparação para competições mais importantes, como a Stock Car. A festa pelo título foi imensa, com direito a banho de champagne, como manda o protocolo. Mas chegar até o lugar mais alto do pódio não foi fácil. Antes de pisar fundo e deixar os adversários para trás, Vinícius teve de superar o medo da mãe.

Título da Sprint Race foi garantido apenas na última prova. Foto: Divulgação/FGCom

Título da Sprint Race foi garantido apenas na última prova. Foto: Divulgação/FGCom

Nascido em Piracicaba e morando em Jundiaí desde o início da adolescência, Vinícius sempre gostou de velocidade. Desde pequeno, seus brinquedos preferidos eram os carrinhos e afins. “Ele sempre gostou de carrinho, moto, bicicleta, só que ele não andava como as outras crianças, passeando, ele já corria. Sempre me deu trabalho com quadriciclo, com motinho elétrica”, entrega Vanessa, mãe de Vinícius.

Dos brinquedos para as primeiras voltas no kart foi rapidinho. “Eu comecei andando de kart indoor, lá em Piracicaba. Aí, quando a gente mudou para Jundiaí, fiz umas corridinhas lá na Granja Viana”, contou.

Foi numa dessas ‘corridinhas’ que o coração de Vanessa disparou. “Ele tinha 12 anos quando um outro kart bateu na traseira dele e ele ficou três segundos sem respirar”, lembra. A aflição foi tamanha que a mãe agiu por instinto: proibiu o menino de correr.

O retorno às pistas também foi provocado por Vanessa, ainda que sem querer. “Um dia, o chamei para dar passear, pra andar indoor, e ele disse que não, que nunca mais andaria indoor, que se não fosse eu, ele teria seguido como piloto”, relata. “Eu fiquei muito mal, porque quem sou eu para roubar o sonho de alguém?”

Vinícius comemora o título com Vanessa, mãe e maior incentivadora. Foto: Divulgação/FGCom

Vinícius comemora o título com Vanessa, mãe e maior incentivadora. Foto: Divulgação/FGCom

Com 16 anos, Vinícius estava de volta e acelerando como nunca. A estreia na Sprint Race veio em 2015. Foi uma temporada de testes, apenas para aprender como seriam as corridas. 2016, então, foi o primeiro ano pra valer. E como valeu! “Eu fui campeão da categoria GP da Sprint Race, com 13 pódios em 16 corridas e não poderia ter sido melhor”, festeja o piloto, de 21 anos.

Quem vê os números, se impressiona e nem imagina o sufoco que foi a última etapa, disputada no autódromo de Interlagos, em São Paulo. Na primeira prova, realizada no sábado, o carro de Vinícius quebrou ainda na largada e ele viu a vantagem sobre o segundo colocado, que era de 24 pontos, evaporar para apenas dois.

Para piorar, Vinícius largaria em último lugar na prova de domingo. O título dependia dele chegar à frente do concorrente Marcus Peres. Após as 12 voltas, tudo deu certo e a comemoração teve início. “Foi um ano sensacional e já pudemos conquistar um título logo na primeira temporada. Fico feliz de vê-lo feliz e realizando um sonho”, afirma a mamãe, orgulhosa.

O ano de 2017 está começando e os planos de competição ainda não estão definidos, pois ainda depende de contratos. “A única certeza é que vamos correr muito esse ano”, garante Vinícius.

[playbuzz-item url=”//www.playbuzz.com/torcidajundiai10/vin-cius-margiota-nos-eua”]


Comente
Subir