Sérgio Caetano: “Preparação para a ‘Bezinha’ já começou”

Treinador vai aproveitar o Campeonato Paulista Sub-20 para avaliar elenco que defenderá o Galo em 2018.

Foto: Gustavo Amorim/Torcida Jundiaí

Recuperar o time que começou mal a trajetória no Campeonato Paulista da categoria, mas já pensar na preparação para a ‘Bezinha’ (quarta divisão) do ano que vem. É com esse objetivo que o técnico Sérgio Caetano iniciou seu trabalho à frente da equipe Sub-20 do Paulista. Ele assumiu a vaga aberta com a demissão de Ricardo Belli.

A estreia de Caetano será já neste sábado, quando o Galinho enfrenta o Bragantino, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Com derrota nas duas primeiras rodadas, o Paulista é o penúltimo colocado no grupo 3, à frente apenas do Guarani, que tem pior saldo de gols. Já o Bragantino é o vice-líder da chave, com quatro pontos: estreou fazendo 2 a 0 no São José dos Campos, fora de casa, e empatou sem gols com o Taubaté.

“Nesse primeiro momento, estou conversando com os jogadores, buscando informações, tentando saber deles o que deu errado nos primeiros jogos. Aos poucos, vamos organizando. É um novo desafio, algo diferente, que só aceitei porque é no Paulista. Se outro time me fizesse essa proposta, eu não aceitaria”, afirmou o treinador.

O que seduziu Sérgio Caetano a trabalhar com o time Sub-20 do Paulista foi a promessa de um trabalho a médio prazo, pensando no desafio de comandar o Galo na ‘Bezinha’.”A preparação já começou”, define.

Foto: Gustavo Amorim/Torcida Jundiaí

Na Série A3, Sérgio Caetano chegou ao Paulista com o time já seriamente ameaçado de rebaixamento. Em 13 jogos, somou 20 dos 23 pontos que o time teve ao final da competição. Para ele, a reação só não foi suficiente para evitar a queda por um motivo bem claro: falta de comprometimento por parte de alguns jogadores.

“O que mais me incomodava era o comportamento de alguns. Estávamos em uma situação ruim, vindo de um resultado negativo, e o profissional ali, rindo. Muitos tiveram a oportunidade de estar em um clube como o Paulista e não respeitaram. É inaceitável”, disse.

Sérgio Caetano se disse ainda mais desconfortável com a situação porque se via de mãos atadas. “O elenco estava formado, não podia trocar uma peça que não estava correspondendo. Então, era preciso fazer vista grossa pra algumas coisas”, explica.

Questionado sobre a pouca participação de meninos oriundos da base nos jogos da Série A3 (estavam inscritos o lateral/meia Zunquinha, o volante Paulinho e o atacante Mateus Criciúma), Sérgio Caetano justificou: “Eu não poderia jogar a responsabilidade sobre os garotos”.

Na ‘Bezinha’, a situação será diferente. O regulamento da competição permite a inscrição de apenas três jogadores com idade superior a 23 anos. “A base do elenco é esta que está aqui. Vamos avaliar e, depois, trazer alguns jogadores um pouco mais experientes”, concluiu.