O skatista João Vitor Ferreira comemora a competição acontecer em Jundiaí. Foto: PMJ

A pista do Complexo Esportivo José Brenna (Sororoca) foi escolhida pela Federação Paulista de Skate (FPS) para sediar o 3º Circuito Paulista de Skate, marcado para o dia 3 de setembro, das 8h às 18h. O anúncio foi feito pelo presidente da (FPS), Roberto Maçaneiro, que nesta quinta-feira (29), esteve junto com o gestor de Esporte, Luiz Trientini, verificando as condições das pistas do Sororoca.

“Serão necessários alguns reparos técnicos, mas esta estrutura apresenta a aprovação técnica para sediar a competição. Além disso, sabemos que Jundiaí é uma cidade com muitos praticantes da modalidade, bem localizada que atrai esportistas de outros municípios”, destacou Roberto.

Entre os skatistas, está João Vitor Ferreira. Morador de Francisco Morato, todos os dias ele vem para treinar na pista do Sororoca. “Minha cidade não possui nenhuma estrutura para quem pratica esta modalidade e como estou começando a competir pelo amador, não me resta outra alternativa. Estou muito feliz que Jundiaí vai sediar uma etapa do estadual porque sempre motiva a molecada a aderir ao skate”, declara.

Trientini ressalta que, ao sediar a competição, a FPS está permitindo que a modalidade seja impulsionada. “Acreditamos que eventos como estes deixam como grande legado o empoderamento que todos devem ter dos espaços públicos”, ressalta.

Presidente da Federação Paulista, Roberto Maçaneiro, avaliou a pista do Sororoca. Foto: PMJ/Divulgação

Para a realização do circuito, a Unidade de Gestão de Esporte e Lazer (UGEL) deverá fazer ajustes com relação às bordas de ferro, ao copping (bordas arredondadas), tapar alguns buracos e realizar a pintura. “Para todos estes serviços utilizaremos a mão de obra e material que a prefeitura já dispõe. Claro que vamos contar com o apoio conjunto de outras unidades de gestão, como a Cultura que vai responder pelo visual do espaço com trabalhos de grafiteiros que darão um colorido artístico ao Sororoca”, adianta.

Skatista de longa data, Wellington Caverna vai além e lembra que, ao sediar uma competição deste porte, Jundiaí ganha outros impulsos. “Na verdade, movimenta toda a cidade, os skatistas chegam à cidade uma semana antes do circuito para reconhecer a pista e treinar. Isso significa um aquecimento do setor de hotelaria, de bares e restaurantes, além da própria modalidade que se tornará mais reconhecida”, lembra.

Na ocasião, um grupo de praticantes da modalidade criará a Associação de Skate e Jundiaí e Esporte Radicais (ASKT). “A proposta é fortalecer o skate e tornar este esporte mais uma opção para a molecada. Depois de muito tempo estamos tendo uma abertura da administração pública e queremos aproveitar esta parceria com a UGEL”, explica Wellington, idealizador da ASKT.