Claramente focado na disputa da semifinal da São Paulo Football League, o Jundiaí Ocelots foi presa fácil para o Juiz de Fora Imperadores na abertura da Liga Nacional, neste domingo, no Centro Esportivo Benedito de Lima, no Retiro. Liderado pelo quarterback norte-americano KC Frost, o time mineiro venceu por tranquilos 19 a 3.

No próximo sábado, o Ocelots encara o Corinthians Steamrollers, valendo vaga na decisão da SPFL. Por conta disso, o time jundiaiense parecia desconcentrado, em campo apenas para cumprir tabela.

O começo do jogo até que foi equilibrado, com as defesas se sobressaindo e anulando as tentativas ofensivas.

O placar só saiu do zero no segundo período. A jogada dos três pontos anotados pelo Ocelots começou com um grande avanço do quarterback Zanatta. Ele correu 30 jardas e colocou os jaguatiricas na red zone. Sem conseguir avançar para o touchdown, o time aproveitou o field goal com Lourençon e abriu 3 a 0.

A resposta do Imperadores foi imediata e iniciou o show de KC Frost.

Ele arrancou do campo de defesa, avançou por 80 jardas todo e só foi parado a cinco jardas da end zone. Dali, ele mesmo avançou por via terrestre e anotou o primeiro touchdown do jogo. O Ocelots ainda conseguiu bloquear o ponto extra e o Imperadores virou para 6 a 3.

Mal o segundo tempo começou e Mini rompeu a defensiva do Ocelots, avançando 65 jardas. Em boa situação, KC Frost recebeu o snap, cortou para a direita e marcou mais um touchdown. Desta vez, o extra point foi convertido e o placar subiu para 13 a 3.

O Ocelots não vivia um bom dia. Prova disso foi a quantidade de infrações cometidas por sua defesa, bem como os constantes erros no snap (passe para o quarterback ou o punch).

Sem ter nada a ver com isso, o Imperadores seguia avançando, sob comando de KC Frost. O americano foi o responsável por um novo TD, em campanha que o deixou a apenas uma jarda da end zone. Com o extra point novamente desperdiçado, 19 a 3.

Ao final do jogo, o head coach do Ocelots, Arthur Montagnoli, reconheceu a superioridade do Imperadores no jogo deste domingo e apontou KC Frost como o fator de desequilíbrio do jogo. “Ele fez a diferença”, resumiu.

Frost veio para o Brasil em 2010, quando jogou pelo Corinthians Steamrollers. Em 2013 se transferiu para o São Paulo Storm e, no ano passado, jogou pelo Flamengo.

A apenas duas semanas no Juiz de Fora Imperadores, ele já mostrou que, além de ótima estratégia de marketing, é um jogador que pode garantir vitórias importantes ao time.

“Tivemos pouco tempo para nos entrosar e ainda temos muito trabalho pela frente”, disse, ao analisar sua estreia pelo time mineiro.