Foto: Daniel Zappe/MPIX/CPB

O Brasil encerrou a participação no Aberto Paralímpico de Tênis de Mesa, na Espanha, com cinco medalhas. A atleta jundiaiense Joyce Oliveira foi destaque ao conquistar o ouro no individual da Classe 4-5. Também no individual, Catia Oliveira levou o bronze na Classe 2-3. No torneio por equipes, Joyce e Catia voltaram ao pódio ao garantirem o ouro na Classe 2-5.

Joyce Oliveira e Catia Oliveira se juntam agora ao restante da delegação brasileira para a disputa do Aberto de Bayreuth, na Alemanha.

No torneio individual, Joyce, que já havia vencido os dois jogos na fase de grupos, passou pela tailandesa Supalak Butgunha na semifinal, por 3 sets a 0 (11/2, 11/7 e 11/4) e, na final, bateu a francesa Monique Sirgand por 3 sets a 0 (11/4, 11/3 e 11/5), assegurando o ouro da Classe 4-5.

Por equipes, Joyce e Catia triunfaram nos dois compromissos na fase de grupos da Classe 2-5, contra a França e Tailândia/Taipei, ambos por 2 sets a 0. Na semifinal, vitória sobre a Tailândia por 2 sets a 1. Na decisão pelo ouro, 2 sets a 1 sobre Suécia/Grã-Bretanha.

Joyce tem uma carreira de destaque no tênis de mesa. Ela já disputou duas Paralimpíadas – Londres 2012 e Rio 2014 – e no Parapan-Americanos de Toronto em 2015 ganhou ouro no individual e prata por equipes.

A trajetória de Joyce começou a mudar no início de uma tarde de 2002 em Jundiaí. Enquanto esperava condução para ir à escola, foi atingida no meio das costas por fragmentos que desabaram do teto do ponto de ônibus e a deixou paraplégica. Ela conheceu o tênis de mesa ao fazer um tratamento em Brasília. Ao retornar para São Paulo, ficou sabendo que na AACD tinha a modalidade e começou a praticá-la em 2005, participou de campeonatos se apaixonou pelo esporte e não parou mais.