O zagueiro Brendon Matheus se manifestou pela primeira vez, desde que veio à tona o uso de documentos falsificados para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Através do Facebook, ele pediu desculpas ao Paulista, ao técnico Umberto e à cidade de Jundiaí.

Segundo publicou o site da ESPN no último domingo, Brendon Matheus Lima dos Santos é o nome de um preso no Rio de Janeiro, enquanto o nome real do zagueiro, que tem 22 anos, é Heltton Matheus Cardoso Rodrigues.

desculpa

“Queria pedir perdão ao clube Paulista de Jundiai, aos meus amigos que entristeci, ao professor Umberto Lourenço e toda comissão. Eu não queria magoar ninguém, só queria realizar um sonho de ser um jogador e de chegar com um caminhão de brinquedos e mediamentos pra essas crianças da minha cidade, eu sei que eu fiz tudo errado, mas foi tentando acertar.
E ao povo de Jundiai eu queria dizer que suei muito aquela camisa pra que toda fim de partida terminasse com seus sorrisos, doei de verdade, mas acabei trazendo choro. Me perdoem, espero um dia recompensar todo mal que eu causei a cada um de vocês. Eu não fiz por mal, eu não sou criminoso, só queria ser uma pessoa melhor.”

Nos comentários do post, o goleiro Enzo se manifestou. “Deus te abençoe mano. Que Jesus possa guiar os seus passos. Oro por você”, escreveu.

Onde está?

O paradeiro de Brendon Matheus ainda é desconhecido. Ele segue sem dar notícias ao Paulista e ao seu empresário, o ex-atacante Alberto. O último contato com o zagueiro aconteceu na tarde do domingo, quando o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), da Federação Paulista de Futebol (FPF), ainda não havia excluído o time do interior paulista da decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O ex-jogador Vampeta, presidente do Osasco Audax, já adiantou a intenção de firmar contrato com o jogador.