Com dois gols sofridos nos acréscimos do segundo tempo, o Paulista perdeu por 2 a 1 para o Desportivo Brasil, em jogo disputado na tarde desta quarta-feira, em Porto Feliz.

O Galo vencia até os 45 minutos do segundo tempo com gol de William Dias e permitiu a reação dos donos da casa.

Na próxima rodada, o Galo encara o Independente, em casa.

Dois times pouco produtivos

Desportivo Brasil e Paulista tiveram pouquíssima inspiração na primeira etapa da partida. O jogo, que não era truncado, permaneceu muito tempo no meio campo. O Galo só conseguiu criar uma boa jogada – e já nos acréscimos do tempo inicial. Douglas tabelou com Guilherme Pitty e arrancou para dentro da área. A bola sobrou para William Dias, que girou tirando o zagueiro da marcação, mas bateu para fora.

Chutes de longa distância se tornam arma

Com pouca criação, os chutes de fora da área se tornaram um aliado do Galo, principalmente com Ingro. O jogador, que marcou um gol contra o Noroeste dessa forma, arriscou mais uma vez e acertou o travessão do goleiro Gilberto.

No segundo tempo, entretanto, William Dias aproveitou a falta de marcação e, da entrada da área, bateu colocado para abrir o placar.

O mesmo William Dias voltou a arriscar de longa distância e acertou a trave já na parte final do confronto.

Apagão no fim

Após sofrer o gol, a equipe da casa tentou pressionar o Galo. Nas duas oportunidades claras, entretanto, o goleiro Iago apareceu e evitou o empate.

Mas Iago não foi bem no lance do empate do Desportivo Brasil. O goleiro saiu mal em cobrança de escanteio, a bola ficou na pequena área e Júlio César conseguiu tocar para o gol.

Empolgado, o Desportivo Brasil se mandou para o ataque. Aos 51, Pio cobrou falta da intermediária, jogando a bola para a área e Júlio César, de novo ele, apareceu livre entre os zagueiros para cabecear, sem chances de defesa para Iago.

________________________________________________________________________________

DESPORTIVO BRASIL 2: Gilberto; Luis Guilherme, Diego Landis, Glauco e Anderson Luís; Deda, Jairo (Johnny Dias), Wendel, Pio e Luiz Henrique (Moacir Alves); Édipo (Júlio César). Técnico: Caio Zanardi

paulistaPAULISTA 1: Iago; Euzébio, Gut, Fabão e Douglas (Radsley); Dick, Brendon, Rafael Branco e Guilherme Pitty; William Dias e Ingro (Alexandre Vecchio). Técnico: Sergio Caetano

Árbitro: Márcio Roberto Soares (SP)
Gol: William Dias aos 11 e Júlio César aos 45 e 51 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Pio (DB), Ingro, Alexandre Vecchio (P)
Público: 675 pagantes
Renda: R$ 3.500,00
Estádio: Ernesto Rocco, em Porto Feliz