Após a derrota para o Grêmio Osasco por 2 a 1, que decretou o rebaixamento do Paulista para a quarta divisão estadual, o técnico Sérgio Caetano se disse envergonhado pela situação.

“É uma vergonha. Inaceitável este rebaixamento. Se for falar a verdade, nós estaremos fora. Procuramos fazer a melhor coisa e não deu. É difícil entender. Futebol é assim. Tivemos condição de fazer o resultado. Quando a gente não faz, a bola pune” explicou ele, que lamentou os vacilos na partida deste domingo e a expulsão de Ingro.

“Primeiro tempo de novo. Saímos a frente e deixamos de faezrres, quatro gols. Ai por uma irresponsabilidade acontece o que acontecer. Sem compromisso e sem responsabilidade. Paulista não merece, mas aconteceu.”

Sergio Caetano também falou sobre cobrança e comprometimento dos atletas. “Eu, Sergio Caetano, não ia mandar ninguém embora. Jogadores que tinham que ver que estava ruim para eles e irem embora por livre e espontânea vontade. Temos que ser profissionais e honrar a camisa do Paulista na última rodada”.

Batatais

O treinador recebeu um convite para comandar o Batatais no último sábado e revelou que teria, caso aceitasse, assumir o clube neste domingo.

“Recebi convite do Batatais e não aceitei. Eu vou ficar até o final”