Torcida protesta contra diretoria. Arquibancada foi pichada

O domingo de Páscoa foi de protestos no estádio Jayme Cintra. Intitulado de ‘Dia do Basta’, os torcedores do Galo – cerca de 30 – protestaram contra a diretoria e pediram uma limpeza e renovação no clube. Os torcedores ficaram do lado de fora do estádio e não entraram para acompanhar a partida contra o Taboão da Serra. O Paulista foi rebaixado com uma rodada de antecedência para a quarta divisão.

A arquibancada do estádio amanheceu pichada com palavras contra a diretoria e contra o presidente Pepe Verdugo. Os torcedores também mostraram uma imagem de Judas com nome da diretoria.

“É uma manifestação de um grupo de torcedores do Paulista em geral e não só de uma torcida organizada. Estamos protestando contra os sete rebaixamentos que o Paulista sofreu nos últimos anos. O clube era considerado a quinta forca do estado e graças as más administrações chegamos nesta situação. A curto prazo, pedimos faz tempo queremos a inclusão de pessoas da cidade que amem o Paulista no conselho como sócios contribuintes e com direito a voto. Queremos novos sócios no clube, mas eles não permitem. Temos uma chapa formada, mas precisamos de gente nossa no conselho”, disse o torcedor Fabiano Rogoni

 

Mais protestos

Nas últimas semanas, os torcedores já tinham feito alguns protestos. Na semana passada, alguns torcedores foram até a Câmara Municipal O objetivo foi o de solicitar a intervenção dos vereadores e do prefeito Luiz Fernando Machado na Preservação do Jayme Cintra, um Patrimônio de Jundiaí. O estádio vai a leilão no próximo dia 27, por conta de dividas trabalhistas do Paulista.

Há duas semanas, enquanto o Paulista encarava o Olímpia no Jayme Cintra – derrota por 1 a 0 -, torcedores protestavam em uma das mais importantes avenidas da cidade com uma faixa com os dizeres: “Ministério Público no Paulista já”.