Heltton Matheus Cardoso Rodrigues, o zagueiro que tirou do Paulista a chance de disputar a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior, por atuar com documentos adulterados, esteve no estádio Jayme Cintra na tarde desta quarta-feira. Foi a primeira vez que o jogador veio a Jundiaí, desde que o escândalo estourou.

A visita de Heltton, que atuou pelo Paulista usando o nome de Brendon Matheus, foi rápida. Em menos de 15 minutos, ele recolheu os pertences, que ainda estavam guardados no clube, e foi embora.

O Torcida Jundiaí apurou que alguns jogadores, que estavam treinando no momento da visita do ex-colega, não gostaram nada da novidade.

Liga amadora

No segundo semestre, Heltton Matheus vai jogar pela Vai-Vai na Liga Paulista, competição sem ligação com a Federação Paulista de Futebol.

“O garoto quer um recomeço e nós queremos um começo. Além da visibilidade estamos sendo parceiros no social e no esportivo”, afirmou ao UOL Gleison Pego, o Mineiro, presidente do Esporte Clube Vai-Vai.

Entenda o caso

Atuando com o nome de Brendon Matheus, o camisa 14 foi zagueiro titular do Paulista em toda a campanha na Copa São Paulo de Futebol Jr.

Com a adulteração de documentos, o popular “gato”, o Paulista foi excluído da competição com 8 vitórias em 8 jogos e, na sequência, o jogador foi suspenso por 1 ano. Ao ser dispensado pelo Paulista, Heltton Matheus assinou contrato com o Grêmio Osasco.