O jundiaiense Thomaz Ruan de Moraes, de apenas 15 anos, teve um começo de ano excelente. O atleta do Peama (Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas) conquistou uma série de ótimos resultados tanto no atletismo, como nos esportes de inverno.

No começo do ano, ele conseguiu índice para a disputa da próxima Paralimpíada de Inverno, na modalidade Para Cross Country. A competição acontecerá na Coréia do Sul em 2018. A marca foi conquistada no começo deste ano na primeira etapa da Copa do Mundo de Para Cross Country na neve na cidade de Lviv, na Ucrânia.

Em março, Thomaz, que nasceu com uma má formação no braço direito  fez história nos Jogos Jogos Parapan-Americanos de Jovens, disputado em São Paulo. Ele conquistou três medalhas de ouro – nos 400m, 100m rasos  e no salto em distância.

Na semana passada, na etapa regional do Circuito Loterias Caixa, Thomaz foi 1º lugar nos 100m e no salto em distância. Na última, conquistou índice para as etapas nacionais.

“Foi um começo de ano sensacional. Não esperava isso, mas é fruto do meu trabalho. Estou muito satisfeito, mas quero mais. Estou treinando forte para conquistar cada vez mais”, disse.

Thomaz fez história no Parapan de Jovens em março

Os treinamentos são puxados. Thomaz treina de quarta e sexta no Parque da Cidade roller ski esqui com rodinha, que simula toda a técnica do cross-country. De terça e quinta, ele treina na pista de atletismo do Complexo Esportivo Nincolino de Lucca, o Bolão. No período da tarde, ele estuda.

“Dá para conciliar estudo e treinamentos. Treino forte, porque quero ir bem na etapa nacional do atletismo e focar na temporada no ski no final do ano para ver se mantenho a marca do índice para a Coréia. De final de semana, consigo sair com meus amigos e jogar meu futebol”, afirmou.

No último sábado, ele participou do  5º Triathlon Unificado, festival realizado pelo Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama) com parceria com a Escola Superior de Educação Física (Esef) e a Special Olympics Brasil. E chegou na frente de todos.

Em 2015, ele competiu no Riderweek, em Beitostolen, na Noruega. Ao lado de Everaldo de Souza Aranda, ele competiu nas provas de Ski Cross Countruy, uma modalidad de ski com rodinhas.

Na neve, ele tem índice para ir para a Paralimpíada de Inverno

 

Medalha de ouro dos 100m rasos no último Parapan