Em novembro, Jundiaí vai se transformar na cidade das Olimpíadas Especiais Brasil (OEB), já que o município foi escolhido para sediar os Jogos Estaduais São Paulo, competição que servirá como seletiva para a etapa Nacional que acontece em 2018, no Rio de Janeiro.

A notícia foi dada pessoalmente pela diretora Nacional e coordenadora Global das Olimpíadas Especiais, Maria Teresa Leitão, ao gestor de Esporte e Lazer, Luiz Trientini. “Em 1998, quando Jundiaí sediou o 1º Torneio Panamericano de Tênis, já sinalizávamos para trazer eventos de maior envergadura. Tenho certeza ser este o momento perfeito para os Jogos Estaduais acontecerem na cidade, que já possui uma tradição em atividades esportivas praticadas por pessoas com deficiências”

Durante a competição, a cidade deve receber cerca de 400 pessoas (entre atletas, comissão técnica, árbitros e organizadores). Somente de esportistas serão mais de 200 participantes disputando oito modalidades. “Jundiaí tem uma vantagem de ser representada por atletas do Programa de Esportes e Atividades Motoras Adaptadas (Peama). “Para estes guerreiros que passam a semana inteira treinando, a participação na competição justifica todo o trabalho”, ressalta o diretor de eventos e competições da OEB, Carlos Magno Pezzatto.

À Prefeitura de Jundiaí caberá ceder apenas a estrutura que, por conta do trabalho desenvolvido no Peama, já possui adaptações adequadas. “As Olimpíadas serão patrocinadas pela ESPM e pelo Lions. Para a mão de obra vamos contar com o trabalho voluntário da Escola Superior de Educação Física (Esef), que já declarou total apoio ao evento”, aponta Teresa.

Os Jogos Estaduais das Olimpíadas Especiais significam outra importante conquista para o esporte de Jundiaí: ainda piloto, a competição servirá para que técnicos avaliem a aptidão do município para sediar os Jogos Mundiais de Tênis.